O que se faz pra se Libertar?

Existem pessoas que acreditam que aqueles que vivem no erro desde a infância têm maior dificuldade de libertação. Por exemplo, as pessoas que vivem na idolatria, que tem como certo o que aprenderam durante toda sua vida, por ser algo passado dos pais para os filhos.

Mas se observarmos a Palavra de Deus, veremos o exemplo do apóstolo Paulo, (conhecido antes com Saulo de Tarso – O Perseguidor da Igreja.) que era judeu, e no que se tratava das tradições de sua família, ele era bastante atencioso. (Gálatas 1.14).

Mas a prova de que Deus pode sim libertar essas pessoas é que Paulo foi liberto, e como ele mesmo afirma, nós não podemos viver nossas vidas baseadas em ensinamentos humanos, quando Deus deixou sua Palavra para ser seguida.

“Meus irmãos, eu afirmo a vocês que o evangelho que eu anuncio não é uma invenção humana.Eu não o recebi de ninguém, e ninguém o ensinou a mim, mas foi o próprio Jesus Cristo que o revelou para mim.Vocês ouviram falar de como eu costumava agir quando praticava a religião dos judeus.Sabem como eu perseguia sem dó nem piedade a Igreja de Deus e fazia tudo para destruí-la.” (Gálatas 1.11-13 NTLH).

Por isso temos que ler e praticar a Palavra de Deus,pois se nos apegarmos as tradições de nossas famílias,podemos sem perceber nos afastar do Senhor.Assim sabemos que nunca é tarde para ouvir a voz de Deus, não importa a idade ou o que aprendemos até o dia de ontem, o que importa é o que Deus quer que você viva a partir de hoje, uma nova vida com Ele, pois foi isso que Ele planejou para nós antes de nosso nascimento.

Anúncios

Um Magnífico Palácio

“A bíblia é como um magnífico palácio construído de pedras preciosas contendo 66 câmaras. Cada uma delas é diferente das outras, e é perfeita em sua beleza individual. Juntas elas formam um edifício de incomparável majestade; glorioso e sublime.

No livro de Gênesis temos o grande vestíbulo onde somos imediatamente apresentados aos registros da poderosa obra de Deus na criação. Este átrio dá acesso à câmara da lei, passando pela qual chegamos à galeria dos quadros dos livros históricos. Encontramos ali penduradas nas paredes cenas de batalhas de feitos heróicos e retratos dos homens valentes de Deus.

Após esta galeria, está a câmara do filósofo: o livro de Jó. Adiante vemos a sala de música, o livro dos Salmos. Aqui nos demoramos encantados pelas mais grandiosas harmonias jamais ouvidas pelos ouvidos humanos. Daí passamos ao escritório de negócios, o livro de Provérbios, no centro do qual está o lema: “A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações.” (Provérbios, capítulo 14 e versículo 34).

Saindo deste salão passamos pelo centro de pesquisas: Eclesiastes. Junto a ele está o conservatório, Cantares de Salomão, onde o fragrante aroma das mais seletas flores e frutos, e o doce cantar dos pássaros nos dão as boas vindas. Então chegamos ao observatório, onde os profetas com seus poderosos telescópios aguardam o aparecimento da “Resplandecente Estrela da Manhã”, Antes da aurora do “Sol da Justiça”.

Atravessando o pátio entramos na sala de audiência do Rei, os evangelhos e vemos lá quatro retratos em tamanho natural do Rei em pessoa. Eles revelam a perfeição de Sua infinita beleza. Logo após entramos no atelier de trabalho do Espírito Santo: o livro dos Atos dos Apóstolos. De contínuo a sala de correspondência das epístolas, onde vemos Paulo, Pedro, Tiago, João e Judas ocupados em suas respectivas mesas sob a direção pessoal do Espírito da Verdade.

Finalmente, entramos na corte do Trono, o livro do Apocalipse. Somos tomados de admiração pelo volume de adoração e louvor, dirigidos ao Rei, entronizado que enche a vasta câmara. Nas galerias adjacentes e na sala do julgamento estão retratadas solenes cenas de juízo e maravilhosas cenas da glória associada com a vida e manifestação do Filho de Deus como Rei dos Reis e Senhor dos senhores.

Após essa maravilhosa viagem que o Senhor nos concedeu, peço que nós venhamos dar mais crédito as Palavras das Santas Escrituras, permitindo que ela brote em nossos corações para que frutos venham ser gerados através do abrir de nossas bocas. Pedindo ao Senhor que quebrante os corações, afim de que outros também possam conhecer este magnífico Palácio que o Senhor deixou para nós “Antes, felizes são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e lhe obedecem”. (Lucas, capítulo 11 e versículo 28)