O Rapto Mais Feliz do Mundo

O Rapto da IgrejaAinda falando do plano de salvação, decidi explicar um pouco de um dos eventos mais fantásticos que irão acontecer: A volta do Senhor Jesus!

No final de todos os quatro evangelhos, temos a promessa de Jesus de que Ele iria voltar para buscar o seu povo. Esse povo são as pessoas que o aceitaram como Messias prometido, o Salvador. Quando Ele voltasse nos levaria para nos livrar do fim do mundo, quando o diabo vai fazer de tudo para levar, com todas as suas forças, as pessoas para o inferno.

A volta Dele segundo a Bíblia vai ser um evento fantástico e sobrenatural. O próprio Jesus nos disse que vai tirar os seus salvos daqui muito rápido, em um abrir e fechar de olhos, ou seja, em menos de um segundo. Em menos de um segundo milhares de pessoas vão desaparecer e como era de se esperar o mundo vai entrar em pânico, mas os que subirem para o céu com Jesus estarão com Ele eternamente. A esse acontecimento os estudiosos dão o nome de grande arrebatamento.

A palavra arrebatamento significa, de acordo com o dicionário: sm (arrebatar+mento) 1 Ação de arrebatar. 2 Furor repentino; impulso. 3 Excitação, transporte. 4. Rapto repentino.Ver: arrebatadura, arroubamento.

Leia 1º Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 13 ao 17. Aí Paulo descreve o que é chamado de arrebatamento. A palavra exata “arrebatamento” não aparece nas Escrituras; ela foi formada de uma palavra na tradução latina da Bíblia, que está na frase “simul rapiemur cum illis”. Aqueles que morreram crendo em Cristo ressuscitarão primeiro e depois os crentes que estiverem vivos por ocasião de sua vinda os acompanharão.

A Bíblia é bem clara sobre o fato de que Jesus voltará quando o mundo menos esperar (como “um ladrão, na calada da noite”). Entretanto os sinais proféticos dos tempos alertarão de que a vinda se aproxima. Esses sinais estão descritos ao longo de vários textos bíblicos, mas um dos mais conhecidos é Mateus capítulo 24 e versículos 3 ao 14.

O mundo será pego de surpresa, mas os cristãos não somente perceberão a vinda de Cristo como também será um dos dias mais feliz da existência de quem não for deixado para trás. Venha participar da festa quando Ele voltar. Deixe Jesus te salvar. Procure uma igreja perto de você e pergunte a este respeito, Ele pode voltar a qualquer momento!

Ouvi o Grito, O Que Faço Agora?

Anúncios

Um Plano Para Salvação. E o que foi que Adão fez?

Atenção: A Bíblia não diz que o fruto era uma maçã. Imagem meramente ilustrativa

Desde o começo de tudo Deus já tinha amado a sua criação com todas as suas forças. É por isso também que ele nos deixa livres para fazer nossas próprias escolhas e isso não é só para nós, mas também para os anjos.

Justamente por isso foi que certo anjo se rebelou e decidiu ir contra Deus. Assim nasceu a maldade na existência, que também contaminou o ser humano graças ao projeto de vingança do diabo.

Tudo o que o nosso inimigo quer é nos matar, roubar e destruir, nos fazendo pecar contra nosso Criador. Chegou até certo ponto em que não haveria outra solução a não ser destruir toda a humanidade (O Criador também é justiça além de amor) e Deus não queria fazer isso. Seu amor por nós era tão forte que Ele não poderia suportar ver-nos se afogando na própria sujeira da maldade, mas também doeria muito Nele se nós fôssemos destruídos.  Mas como eu disse, Ele nos amou com todas as suas forças e como um jogador de xadrez que prevê os movimentos do adversário antes de jogar, Deus havia feito um plano para nos salvar da destruição.

Foi assim que Jesus foi enviado para morrer em nosso lugar (e pensem só, eram tantos pecados, que só Deus morrendo por nós). Ele nos amou de tal maneira que deu seu único filho para um sofrimento sem tamanho.

É aqui que entra Adão:
“O pecado entrou no mundo por meio de um só homem[Adão], e o seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou por toda a raça humana porque todos pecaram.”(Romanos 5.12)

Não é possível entender a salvação sem entender o pecado. Se não fosse assim não poderíamos entender do que somos salvos. Pecado é aquilo que se opõe a Deus. Pecado é quando fazemos algo errado ou quando fazemos alguma coisa que a Bíblia diz para não fazermos. Deus não tem pecado e não pode tolerar o pecado. Antes do pecado de Adão e Eva, eles tinham um relacionamento perfeito com Deus: eles andavam e falavam com Ele. Mas o pecado deles significou uma quebra no relacionamento. A separação de Deus lançou o ser humano na escuridão espiritual.

Como filhos de Adão também herdamos esse pecado original. Somos inclinados ao pecado e frequentemente nos encontramos fazendo aquilo que não devemos. Todos estão separados de Deus e precisamos derrubar as barreiras para que o relacionamento com Ele possa ser restabelecido, como Deus planejou desde o começo.

Agora que já entendemos o que é o pecado, chegamos então à boa notícia.

A má notícia é que mesmo que Jesus tenha morrido em nosso lugar, ainda existe uma chance de se perdermos. Vou explicar: Lembra que eu disse no comecinho do post que nós temos livre escolha? Pois bem, se temos livre escolha, podemos escolher se vamos viver eternamente com o Deus de amor, o maior dos mestres de xadrez, ou se vamos para o lugar de perdição eterna.

Deus preparou um modo para que nós estabelecêssemos qual seria a nossa escolha. Se eu quiser um relacionamento com esse Deus de amor, preciso deixar isso publico, diante de testemunhas. Ou seja, se com a minha boca eu confesso diante de outros homens que Jesus é o único salvador e Senhor da minha vida e começar esse relacionamento o mais rápido possível, então serei salvo (Romanos, capítulo 10 e versículo 9).

Se você não quiser, não faça nada.

A escolha é nossa.

Ouvi o Grito, O Que Faço Agora?