Não sei se sou Salvo.

Por Paul Washer. © Heart Cry Missionary Society. Website: heartcrymissionary.com
Tradução e Edição: Laiza Galvão.

Anúncios

Falando sobre o arco. E mergulhando no propósito.

postado no blog SAI QUE AGORA EU QUERO ANDAR

Todos somos criados para um propósito.

Fazer acontecer, comunicar, jogar, proporcionar alegria, calcular, administrar, falar, criar, ajudar, controlar, arrumar, ensinar, etc.

Tudo é criado para uma finalidade, inclusive os objetos. Pense na finalidade da cadeira por exemplo. Ou na comodidade que o controle remoto proporciona.

Um par de chinelos, o garfo, uma caneta, um caderno, enfim. Seja qual for o objeto. Tudo foi criado com um propósito.

Inclusive o arco. É isso mesmo, o arco.

O arcoé uma arma impulsora que se usa para disparar flechas  sobre qualquer alvo distante.

A potência do tiro de um arco se pode ser regulada dentro de certos limites, ajustando a  tensão da corda.

Os arcos podem ter um alcance mortal de 40 a 100 metros.

O arco tem seu propósito, que por sua vez só se concretiza se houver flechas.

E se este arco estiver torto? Ou até mesmo quebrado?

Perde-se o sentido, pois por mais que hajam flechas, não terá a mesma eficiência. As flechas não vão longe.

Flechas perfeitas. Arco torto. Ou arco quebrado.

E se você fosse comparado à um arco defeituoso?

Você é criado com um objetivo, lançar flechas certeiras, longe, muito longe.

Você é criado para ser assertivo. E então é comparado a um arco defeituoso. Como você se sente?

“Eles não se voltam para o Altíssimo; são como um arco defeituoso.” ( Oséias 7:16)

Volte-se para o Deus altíssimo, entenda sobre o seu propósito. Seja como um arco pronto para ser usado por Ele.

Não se deixe ser moldado de acordo com padrões da sociedade. Como padrões de beleza ou de consumo por exemplo. Não negocie seus valores e princípios.

Mas volte-se para Jesus, o autor da vida. Ele que teve o propósito de vir, viver entre nós, morrer em nosso lugar para que tivéssemos a vida eterna.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16.

Propósito!

Já descobriu o seu?

Gosto muito deste vídeo do Wellington Nogueira, é inspirador:

É a História. Amor………

E essa não é apenas mais uma história de amor. É a história.

Deus, Todo-Poderoso. Único. Divino. Santo, santo, santo. Glorioso e Bendito. Com todo o poder do universo na sua mão. TÃO GRAAANDE. (Apocalipse, capítulo 4 e versículo 8)

Deus, homem. Teve medo. Dor. Sofrimento. Alegria. Chorou. Limitado. Desejos pecaminosos.

Como assim?

Quando Deus olhou para o mundo não viu nem um justo sequer( Romanos, capítulo 3 e versículo 10). Pecar nos afasta de Deus e fora Ele não existe nada. Quando o ser humano chega ao nada, deixa de existir. Quando trabalho durante um mês, estou fazendo isso, dentre outras coisas, por causa do meu pagamento. Quando praticamos o pecado,  sua conseqüência, o seu salário é a morte (Romanos, capítulo 6 e versículo 23).

Deus. TÃO GRAAAADE. Cheio de amor pela humanidade, mesmo sem merecermos. Mesmo tendo o desprezado. Mesmo o tratando como se fosse só mais um assunto que se comenta e depois esquece. Mesmo sabendo (Ele sabe de tudo!) que já mentimos, já desejamos coisas que não devíamos ter desejado, como por exemplo, o sexo com alguém casado, ou o sexo fora do casamento. E por causa desse amor, o Todo- Poderoso deixou de ter tudo o que tinha e se tornou um de nós (Isaías, capítulo 53).

O pecado está na essência do ser humano desde Adão e, portanto, independente de sermos boas pessoas aos olhos da sociedade, aos olhos de Deus somos impuros. Bem, Ele também se fez impuro na essência, já que se tornou humano. A diferença é que Jesus colocou toda a sua confiança em Deus para que o ajudasse a não pecar. Assim, pelo poder de Deus manifestado nele, Ele se deu em nosso lugar. Uma troca de lugar. Sua morte deveria ter sido a nossa. Seu sofrimento, o nosso.

Deus, homem. Morto em favor de muitos para que a justiça de Deus se manifestasse. Por amor. Pensando em mim e você.

Como que para brincar com a cara do pecado, venceu a morte ao terceiro filho.

Pegue uma estrada que vá para o outro lado da sua cidade e você chegará lá, um dia. O céu? Só há um caminho que leva você para perto de Deus por toda a eternidade e livre da morte (Já que Ele venceu a morte, porque nós não venceremos também se colocarmos toda a nossa confiança e fé em Deus?): “Eu sou o caminho a Verdade e a Vida e ninguém vem ao Pai a não ser por mim.” – Evangelho de João, capítulo 14 e versículo 6

Acreditar que o que Cristo fez na cruz é suficiente para nos livrar do pecado e da morte e viver a vida que Deus sonhou para nós é o sentido da vida. Fomos criados para amar a Deus acima de tudo e nos amar conseqüentemente.

Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus. Mateus, capítulo 10 e versículos 32 e 33

Quer um presente? É a melhor coisa que alguém pode fazer na vida: sim ou não?