Trechos de Deus: Minha maçã de estimação

Escrito por Pati Geiger em terça-feira, 8 fevereiro 2011 no blog Não morda a Maçã!!! 

A Paz queridos!

Sei que vc deve ter achado esse título estranho, mas logo você vai entender.

Para falar sobre esse assunto, gostaria de fazer uma comparação.

Imagine que você possui um pacote de maçãs. Um pacote enorme. Com 100 maçãs. E cada uma representa um pecado seu. De todo o tipo. Bom, você sabe o que deve fazer com o pecado, certo? Você deve confessá-lo e entregá-lo a Jesus. Ele joga fora esse pecado e não  lembra mais dele.

Então, você pega o seu pacote com 100 maçãs, e vai entregando uma a uma a Cristo. Com lágrimas, dores, arrependimento, vc as entrega. Não todas no mesmo momento, mas à medida que Deus vai trabalhando na sua vida você vai entregando as maçãs (pecados) a Ele.

Até que você entrega a maçã de número 99. Só mais uma e você estará livre desse fardo tão pesado. Mas espere, essa eu não vou entregar, eu não posso entregar, essa é a minha maçã de estimação!

Melhor dizendo, esse é meu pecado de estimação.

Confessemos, todos temos um pecado de estimação, uma maçã tão saborosa e deliciosa que não queremos abrir mão.

“Jesus, toma conta de 99% do meu coração, mas esse 1% aqui, pode deixar que eu cuido”

Você sabe que precisa mudar. Você sabe que precisa se arrepender de seus pecado, e você até faz isso. O sangue de Jesus começa a te limpar por dentro, começa a purificar o seu coração, mas você não quer o sangue dele 100%, você quer 99%. Porque daquele pedacinho, que você considera inofensivo, você acha que não precisa entregar isso a Deus. Afinal, ninguém vai ficar sabendo. Tá aqui guardado, escondido. Não faz mal a ninguém.

Mas o que você esqueceu é que toda a maçã apodrece. E cheira mal. Você pode guardar essa maçã bonita e até pode conservá-la linda, suculenta e deliciosa por algum tempo. Mas logo ela apodrece. E sabe o que é pior?

“Uma maçã podre no pacote, vai estragar todas as demais frutas.”

Tudo o que você já entregou a Ele e Ele já purificou, todas as bençãos que você já recebeu, os sentimentos mudados, seu temperamente tranformado, TUDO, vai perder o valor, vai perder o crédito, quando a sua maçã podre começar a cheirar. Não que vc quisesse que isso acontecesse. Mas as pessoas, não vão olhar para as frutas bonitas na sua vida, porque o cheiro da maçã podre, falará mais alto que qualquer outra coisa. A podridão será muito mais visível do que as coisas boas que você já fez até aqui. E essa podridão pode ser capaz de destruir sua vida, seu ministério, seu casamento, sua profissão, sua família, sua igreja.

E sabe qual é o primeiro sinal da maçã podre? As pessoas vão notar o suco dela escorrendo na sua boca. E logo, logo, a maçã vai aparecer.

E o resultado de algo podre, é a morte. A podridão pode te levar à morte.

Eu não sei qual é a sua maçã de estimação. (O seu pecado de estimação).

Pode ser pornografia, drogas, sexo fora do casamento, álcool, mentiras, fofocas, rebeldia, desobediência, infidelidade, traição, luxúria, dinheiro, poder, orgulho, raiva, mágoas… enfim, existem várias maçãs deliciosas (por um tempo), mas que depois revelam sua real face: podridão.

O que fazer então?

Parece simples, pegar seu pacote de maçãs e entregá-lo a Cristo. Mas nem sempre é fácil. Pode ser fácil com outras maçãs, outros vícios, outros pecados. Abrir mão da desobediência? Fácil! Abrir mão do meu dinheiro? Fácil! Abrir mão daquelas minhas revistas e dos sites que insistem em me chamar? Ah, não! Isso não! Posso manter esse “pecadinho de estimação”, ninguém vai saber.

Talvez, ninguém saiba por um tempo. Mas, Deus sempre vai saber!

Não deixe que essa maçã apodreça. Livre-se logo dela.

Então, leve todas as suas maçãs hoje mesmo diante dos pés dAquele que venceu a morte para que você tivesse vida! Aquele que carregou todas essas maçãs em Seus próprios ombros para que, você, ficasse livre delas! Ele tem o poder para pisar sobre essas suas maçãs (seus pecados) e te deixar livre dessa podridão!

Essa entrega, nem sempre é fácil. Não é do dia pra noite, nem da noite pro dia. Essa entrega, exige muita coisa. Exige o “abrir mão” o “negar-se a si mesmo”. Exige cura. Exige libertação e tratamento das feridas. Exige escolhas!  E, o principal: exige morte. Morte do eu, dos meus desejos, da minha carne.

Afinal, você prefere matar a maçã, ou prefere  deixar que ela mate você?

“Porque, se vocês viverem de acordo com a natureza humana, vocês morrerão espiritualmente; mas, se pelo Espírito de Deus vocês matarem as suas ações pecaminosas, vocês viverão espiritualmente.” Romanos 8:13

Com amor

Pati Geiger

Anúncios

O Segredo de Tudo é Amar

O Amor na Bíblia

Nós sabemos que tudo está ao nosso redor, foi criado por Deus, através do seu AMOR incondicional por nós. O amor representa a atenção e carinho por algo ou por alguém. Mas, há certas ocasiões em nossas vidas, que acabamos irando-se com outras pessoas como: pais, amigos, etc. E de certa maneira paramos de falar com eles causando ainda mais ódio, raiva e outros tipos de sentimentos ruins para dominar nosso ser.

Jesus em seus sermões, muitas das vezes, fala do amor como: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei” (João capítulo 15 e versículo 12). Jesus nos fala que devemos amar nossos irmãos, amigos, pais e etc. 

 Mas como vamos amar alguém se nós mesmos não temos amor para dar? Vou-lhes contar uma história de um dos discípulos de Jesus que se chama João – é considerado o discípulo do amor – que tinha um irmão chamado Tiago, mas os dois eram conhecidos como os “filhos do Trovão”. Ora, porque “filhos do Trovão” ? Por que simplesmente os dois eram muitos violentos. Como, num certo dia, andavam Jesus e os doze discípulos na cidade de Samaria , eles pois entraram numa vila para chegar em um lugar para Jesus descansar da viagem, mas um casal de samaritanos os proibiu de se hospedar lá, então, João virou-se para Jesus e disse: “SENHOR, oremos para que caia fogo do céu e destrua essa casa e os que estão dentro dela”. Jesus disse-lhe: “João nós pregamos o amor e mostramos o amor de Deus para com todos, não é só porque essas pessoas não me aceitam, eu vou deixar de amá-las”. João passou a ver o amor de Cristo por nós, mas agora João não queria apenas ver, queria ele agora sentir o amor de Deus.

Mas como podemos sentir o amor de Deus em nossas vidas? Eis que não sou eu que estou escrevendo, com a ajuda do Espírito Santo, Ele fala através de mim e vai lhes dar a resposta. As maneiras que podemos sentir o amor de Deus são: ler a Palavra constantemente, orar sem cessar, louvar a Deus, e jejuar, são estas as maneiras para encontramos o amor de Deus. João mudou convivendo com Jesus em todos os instantes de sua vida, se você buscar o SENHOR com toda a sua fé e o buscar continuamente, Ele vai mudar a sua vida como mudou a minha. Busque a Ele e você vai aprender a amar, a perdoar, e viver uma vida de comunhão com Ele.

 João capítulo 4 e versículo 8: “Quem não ama seu irmão, não ama a Deus“. O que Ele quis dizer simplesmente é que devemos amar a todos, até mesmo os que nos odeiam. Se nós amamos e perdoamos aqueles que nos odeiam, através do Seu amor, essa pessoa pode mudar sua vida, porque ela estará vendo o amor de Deus em você, então ele vai querer sentir o que você sente, ele vai mudar de vida COMO VOCÊ.

Que Deus em Cristo vos abençoe e que você possa ao ler sentir o AMOR de Deus em sua vida!!!!!!!!!