A Tenda da Presença de Deus. Parte 4# – Pães e filhos do Altíssimo

Veja aqui os outros posts desta série:

A Tenda da Presença de Deus. Parte 1# – Eu sou a Porta

A Tenda da Presença de Deus. Parte 2# – A oferta do altar do holocausto

A Tenda da Presença de Deus. Parte 3# – O Rio Vivo

Fora da Tenda, propriamente dita, ou seja, no pátio, o simbolismo que tínhamos era morte, afinal de contas o que era sempre sacrificado no altar do holocausto por causa dos pecados do povo era um animal. Mas a partir do momento que adentramos na Tenda, aliás, o sacerdote entrava o simbolismo do que havia ali era vida.

Vamos aqui, dessa vez, falar da mesa dos pães. Trata-se de uma mesa de madeira revestida de ouro (Êxodo, capítulo 25 e versículo 23 e 24), onde eram colocados doze pães que simbolizavam as doze tribos de Israel. Aqui nesta parte do estudo temos um fato muito interessante que era o de que Deus colocou os objetos da Tenda de uma maneira que precisava de manutenção humana para funcionar, porque no caso os pães eram trocados periodicamente. Isso mostra que Deus quer comunhão com os seres humanos, porque Ele bem que poderia colocar pães que nunca estragam, mas o seu amor inclui também isso, querer estar perto de você sempre. Muitas pessoas se queixam de que Deus se esqueceu delas, mas se esquecem de que o Senhor pede fé e confiança de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles o amam (Romanos, capítulo 8 e versículo 28) e que a vitória vem depois do amanhecer (Salmo 30 e versículo 5). Você ama a Deus verdadeiramente? Se amar e o obedecer, então tudo o que vier é passageiro, afinal Ele promete nos amar perfeitamente se confiarmos.

O simbolismo que o Senhor colocou na mesa é de Cristo o seu Filho novamente, porque mostra como Jesus foi totalmente homem (mesa de madeira), mas que também tinha uma natureza divina revestindo o homem mortal (mesa revestida de ouro). Dito isso temos aí a verdade de que Ele lhe entende perfeitamente nas suas dores e nas suas felicidades. Fome, tristeza, felicidade, abandono, amigos que traem, sede… Jesus sabe de tudo isso na pele e é por isso que agora Ele é nosso advogado e faz questão de justificar todos os seus pecados, ou seja, todas as atitudes que você toma que o afastam da vida com o Pai (1ª carta de João, capítulo 2 e versículo 1). Além disso, Jesus é aquele que cuida dos seus filhos e nos guarda como bom pastor que é (Evangelho de João, capítulo 10 e versículo 11), pois a Bíblia mostra que na mesa ficavam os doze pães que hoje simbolizam a igreja daqueles que acreditam e seguem a Cristo (Romanos capítulo 10 e versículo 9).

Venha ter comunhão com o Pai das luzes e veja o que Deus tem reservado para os que crêem pela fé nesta passagem da 1ª carta de Paulo aos Coríntios, capítulo 2 e versículo 9.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s