Heróis da Fé. Paulo Parte 03: Primeira Viagem Missionária de Paulo

E estando Paulo e Barnabé na igreja de Antioquia, veio o Espírito Santo a eles quando estavam orando e jejuando ao SENHOR, disse-lhes que haviam de partir para a obra missionária. Assim, começa a Primeira Viagem Missionária de Paulo, junto a Barnabé saíram de Antioquia, foram para Selêucia e depois navegaram para Chipre, a Pafos, após para Antioquia da Pisídia, Icônio, Listra e Derbe.

Já em Selêucia, Paulo e Barnabé ali encontraram um judeu, mágico e falso profeta, chamado de Elimas. E procurava apartar a fé do procônsul que estava junto dele, o qual queria muito ouvir a palavra de Deus. Assim, Paulo cheio do Espírito Santo ordenou que Elimas ficasse cego no nome do SENHOR e no mesmo instante os seus olhos se escureceram e não pode ver por um tempo. O procônsul vendo aquilo se maravilhou e acreditou na palavra de Deus.

Paulo foi até a Antioquia da Pisídia (Assíria), onde entrou numa sinagoga no sábado. Após a lição da lei, os dirigentes da sinagoga falando em voz alta deram voz a qualquer que tivesse de falar alguma palavra.

E Paulo tomando a palavra, exortou os judeus ali na naquela sinagoga, falou que Cristo era o Messias prometido e que Deus o havia ressuscitado dos mortos, citando o livro dos Salmos, falando do rei Davi e do profeta João.

Quando o seu eloqüente discurso terminou, os gentios em grande massa o rogaram que falasse a mesmas palavras no próximo sábado.

No sábado seguinte, quase toda a cidade de Antioquia da Pisídia se reuniu para ouvir a Palavra de Deus. Então, alguns judeus falavam ensinamentos para ir de contra a que Paulo falava. E, vendo Paulo o que os judeus faziam disse aos gentios:

Era mister que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de Deus; mas, visto que a rejeitais e não vos julgueis dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios.

Porque o SENHOR assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios, para que sejais de salvação até aos confins da terra.

(Atos 13. 46 e 47)

Os gentios ouvindo estas palavras creram na palavra de Deus que está firmado em Jesus Cristo, a rocha inabalável.

No versículo 48 de Atos 13, existe a seguinte frase: “ordenados para a vida eterna”. Alguns acreditam que neste versículo ensina a predestinação arbitrária. Entretanto, nem o contexto nem a palavra traduzida justificam essa interpretação. A melhor interpretação para a palavra “ordenados” é, portanto, “estavam dispostos” a ter vida eterna.

Esta interpretação concorda totalmente com as afirmações de 1 Tm 2.4; Tt 2. 11; 2 Pe 3.9. Além disso, segundo Rm 11.20-22, ninguém é incondicionalmente destinado a vida eterna.

Paulo em sua primeira viagem missionária prega ousadamente aos judeus e aos gentios e muitas pessoas acreditam em Jesus Cristo.

Próxima matéria pregação em Icônio, Listra e Derbe.

Deus os Abençoe!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s